12,92 

Sonechka

Uma história subtil e inteligente sobre o destino de uma mulher, tendo como pano de fundo a História da Rússia no século xx — o regime soviético e o seu desmoronamento.

857 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Chancela Cavalo de Ferro

Tradutor Larissa Shotropa
ISBN 9789896234041
Data de publicação Maio de 2022
Edição atual 1.ª
Páginas 120
Apresentação Capa mole
Dimensões 150x225x9mm

Coleção Cavalo de Ferro

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Desde a mais tenra idade que Sonechka, uma rapariga invulgar e pouco atraente, se refugia obsessivamente na leitura, a ponto de tratar personagens inventadas como pessoas reais. Com o início da guerra, Sonechka parte para Sverdlovsk, onde encontra trabalho como bibliotecária. Aí conhece Robert Viktorovich, um artista recém-libertado de um campo de trabalho forçado soviético, que, de rompante, lhe pede em casamento. Seguem-se anos de satisfação, em que o amor conjugal, a maternidade e os cuidados do lar passam a ocupar o centro da vida de Sonechka, trazendo-lhe uma felicidade que ela nunca sonhou merecer e que sobreviverá ao período difícil do pós-guerra e ao surgimento de um surpreendente triângulo amoroso.

Publicado em 1995 e amplamente traduzido e premiado, Sonechka é o primeiro romance de Ludmila Ulitskaya e o início de uma fulgurante carreira que a consagrou como um dos nomes cimeiros da Literatura contemporânea internacional.

Tradução do original russo por Larissa Shotropa

Os elogios da crítica:

«O leitor fica preso desde a primeira linha ao feitiço de uma prosa semelhante ao rumor de um rio suave. (…) O final é digno da melhor tradição daliteratura russa (Turgueniev, Tchekov, Nabokov). Prosa límpida, sem sentimentalismo.»
Luís Naves, O Novo

«Uma das marcas da escrita de Ulitskaya é alimentar o vício do leitor, até do mais resistente.»
Isabel Lucas, Ípsilon

«Uma voz literária e política que é uma referência fundamental para ler e compreender a Rússia de hoje.»
El País

«Um livro delicado e poético. Ulitskaya transforma uma mulher assaz comum numa heroína.»

Leïla Slimani

Do mesmo autor

14,81 

Mentiras de Mulher

20,66 

Medeia e os Seus Filhos

Outras sugestões

11,16 

Um Pouco de Cinza e Glória

14,99 

Como um Marinheiro Eu Partirei

15,71 

Sinais de Fumo

16,91 

Pan

13,61 

Inventário de Algumas Perdas

17,91 

A estrada subterrânea

Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.