16,61 

Todas as Almas

Uma magnífica história de desejo, solidão, amor e vaidade na cidade dos pináculos.

Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura

1287 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Chancela Alfaguara

Autor(a) Javier Marías

ISBN 9789896658144
Data de publicação Outubro de 2019
Edição atual 3.ª
Páginas 224
Apresentação capa mole
Dimensões 150x235mm

Coleção Alfaguara

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Plano Nacional de Leitura

Literatura – 15-18 anos – Maiores de 18 anos

A jovem professora Clare Bayes atrai o olhar de muitos colegas num jantar da universidade de Oxford. Entre os que a cobiçam está o nosso narrador sem nome, um professor espanhol desesperado por escapar ao tédio da conversa com um economista obeso.

Clare e o nosso narrador não tardarão a explorar o fascínio mútuo em encontros furtivos em quartos de hotel, longe da vigilância do marido da amante. Nas horas deixadas vagas pelo pouco trabalho e pelo amor ilícito, o narrador vagueia pelas ruas de Oxford, cidade de abundantes vaidades inflamadas e de outras tantas almas perdidas. É na cidade dos pináculos que se cruza com o dramático destino do escritor John Gawsworth, enigmática figura saída de outros tempos.

Recordando os tempos de Oxford já confortavelmente instalado numa vida normal em Madrid, com emprego, mulher e filho, o nosso narrador não pode deixar de se interrogar sobre qual das vidas é mais real, sobre qual dos tempos ficará para sempre gravado em si.

Sexto romance de Javier Marías, publicado em 1989, Todas as almas inspira-se nos dois anos que o autor viveu em Oxford como professor de Tradução. Nestas páginas, Marías exibe já esplendidamente a ironia fina e a aguçada capacidade de reflexão sobre o maior mistério de sempre: os outros.

Os elogios da crítica:

«Ler os livros de Javier Marías é um desafio e uma descoberta.E uma lição de vida para quem aceite a proposta de neles morar.»
António Lobo Antunes, sobre Todas as almas

«Um livro de escrita belíssima, com um singular humor negro e que, misteriosamente, toca o leitor com as vozes que ecoam dentro dele, as vozes dos mortos a que Javier Marías dá vida com uma arte profunda e subtil.»

John Banville

«Se Javier Marías deu à personagem alguma das suas próprias características, é porque tem por hábito tratar qualquer vida, incluindo a sua, da mesma forma que enfrenta a literatura que gosta de ler e escrever: contando o mistério sem o explicar.»

Elide Pitarello

«Javier Marías é, na minha opinião, um dos melhores escritores contemporâneos.»
J. M. Coetzee

«Javier Marías é um dos mais importantes escritores vivos.»
Claudio Magris

«De longe o melhor prosador espanhol contemporâneo. Um enorme escritor.»
Roberto Bolaño

«Entre os escritores que deveriam receber o Nobel, está Javier Marías.»
Orhan Pamuk

«Umescritor profundamente necessário, um cavaleiro andante; divertido, incisivo, cheio de ira e amor.»
The Guardian

«Javier Marías escreve com elegância, inteligência e um extraordinário mistério.»
The Times Literary Supplement

«Elegante, cerebral, Maríasé um escritor de talento impressionante. A sua prosa é ambiciosa, irónica, filosófica e humana.»
The New York Times

Do mesmo autor

18,45 

Dança e sonho (O teu rosto amanhã 2)

11,65 

Coração tão branco (Livro de Bolso)

11,25 

Os enamoramentos (Livro de Bolso)

22,41 

Veneno e sombra e adeus (O teu rosto amanhã 3)

16,97 

O homem sentimental

12,92 

Berta Isla (Livro de Bolso)

19,30 

Febre e lança (O teu rosto amanhã 1)

13,93 

Os enamoramentos

21,56 

Assim começa o mal

22,41 

Tomás Nevinson

Outras sugestões

15,71 

O que é meu

14,99 

A resistência

18,86 

Caro Idiota

13,46 

Menina a caminho

12,21 

Consentimento

15,36 

Casa de Dia, Casa de Noite

Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.