17,96 

Plataforma

O romance que abalou França pela visão provocadora do cinismo e do desamor a que chegou a sociedade ocidental.

1132 em stock

Também disponível em EBOOK:

Características

Chancela Alfaguara

Tradutor Carlos Vieira da Silva
ISBN 9789897842115
Data de publicação Abril de 2021
Edição atual 2.ª
Páginas 384
Apresentação capa mole
Dimensões 150x235mm

Coleção Alfaguara

Idade recomendada Adultos
Partilhar:
Descrição

Plano Nacional de Leitura

Literatura – Maiores de 18 anos

Michel é um funcionário público parisiense, solteiro, quarentão, cínico e apático. A morte do pai converte-o, do dia para a noite, em herdeiro de uma fortuna que lhe permitirá viver comodamente sem precisar de trabalhar. Decide então partir de férias para a Tailândia, empenhado em esquecer tudo e mergulhar numa miríade de prazeres exóticos. No oásis mundial do turismo sexual, conhece Valérie, quadro de uma agência de viagens. É uma mulher capaz de sentir prazer, não tem pudor de viver os seus desejos, e Michel vive com ela uma relação de imprevista intensidade.

Regressado a Paris, decide criar com Valérie uma rede mundial de colónias de férias em que o sexo livre seja o lema, e o corpo a moeda de troca. O sucesso é imediato. Mas a tragédia está a um passo de distância.

Neste seu terceiro romance, Michel Houellebecq, autor incontornável das letras francesas, faz uma reflexão implacável sobre a hipocrisia e a pretensa superioridade da civilização ocidental, com os seus seres desencantados e perversos. Um livro tão amargo quanto pertido, que releva o lugar do escritor francês como um dos mais lúcidos pensadores do nosso tempo.

Os elogios da crítica:

«Na medida em que o romance previu os acontecimentos do 11 de Setembro de 2001, e os ataques terroristas a turistas em Bali, o aviso de Houellebecq é tão poderoso quanto o seu cinismo. (…) São textos como este que fazem de Houellebecq tema de conversa, agente provocador e messias selvagem.»
Janet Maslin, The New York Times

«Plataforma é o romance para ler se quiser compreender a França que não se resume à elite liberal, cujas frustrações e preconceitos a extrema-direita pôde explorar.»
Salman Rushdie, The Guardian

«Houellebecq antecipou a chegada da desumanização. Percebeu que o clima de liberdade em que vivemos não passa de mais uma exortação.»

Yasmina Reza

«Houellebecq tem a capacidade de transformar lugares-comuns em perfeitas comédias.»

Sunday Telegraph

«Houellebecq continua a ser um valor seguro, porventura um dos pouquíssimos representantes daquilo a que outrora chamávamos literatura.»

La Vanguardia

«Michel Houellebecq pode bem ser o romancista mais interessante dos nossos tempos.»

Evening Standard

«O que me impede de ler os livros de Houellebecq e ver os filmes de Lars Von Trier é uma espécie de inveja. Não porque inveje o seu sucesso, mas porque ler esses livros ou ver esses filmes obrigar-me-ia a contemplar o quão excelsa pode ser uma obra e o quão inferior é o meu trabalho.»

Kark Ove Knausgård

«Houellebecq conseguiu mais uma vez. Tem um olfacto indiscutível para captar aquilo a que os alemães chamam o zeitgeist: o espírito dos tempos.»

El País

«Houellebecq é um autor de génio.»

El Mundo

«Está entre os melhores romancistas contemporâneos e é um dos poucos que arrisca perscrutar com previsão cirúrgica o desaire global em que estamos imersos.»

Io Donna

«Entre, caro leitor, na escuridão da terra de amanhã e empreenda a viagem rumo ao fim da noite.»

Der Spiegel

Do mesmo autor

11,65 

Submissão (Livro de Bolso)

17,95 

Serotonina

18,86 

O mapa e o território

11,65 

Serotonina (Livro de Bolso)

15,26 

Extensão do domínio da luta

17,95 

Submissão

22,46 

Aniquilação

12,15 

Lanzarote

18,41 

As partículas elementares

19,71 

A possibilidade de uma ilha

18,86 

Intervenções

11,66 

O mapa e o território (Livro de Bolso)

Outras sugestões

15,75 

Carta à mulher do meu futuro

15,26 

No jardim do ogre

17,91 

Os meninos da Camorra

20,66 

O Que Resta da Nossa Vida

14,36 

Enciclopédia da Estória Universal: Recolha de Alexandria (Enciclopédia da Estória Universal 1)

14,98 

Budapeste

Artigos relacionados com o autor
Nenhum resultado encontrado.